Sociedade | 04-11-2019 18:22

Condutora faz cem quilómetros de condução perigosa após acidente

Condutora faz cem quilómetros de condução perigosa após acidente
Foto GNR

Mulher recusou-se a fazer o teste do álcool e incorre agora num crime de desobediência

Uma condutora, com indícios de estar alcoolizada, andou a fugir durante cerca de cem quilómetros na Auto-Estrada nº 1 (Lisboa Porto), depois de ter embatido na traseira de um veículo na zona de Fátima. A mulher, na casa dos quarenta anos de idade, foi imobilizada pelas patrulhas da GNR na zona de Vila Franca de Xira, depois de a terem tentado parar antes. A condutora seguia visivelmente perturbada e no interior do carro encontravam-se uma garrafa de vodka vazia e comprimidos.

A mulher recusou fazer o teste do álcool e a única alternativa para os militares da Guarda foi constitui-la arguida pelo crime de desobediência, tendo o caso sido comunicado ao Ministério Público de Vila Franca de Xira. Perante a impossibilidade de se fazer o teste de alcoolemia, a condutora evitou ser presente a tribunal no imediato, mas não se livra de responder agora por um crime de desobediência, que implica uma pena que pode ir até aos dois anos de prisão ou multa até 240 dias.

A mulher após ter batido na traseira do outro veículo nunca parou e continuou sempre a conduzir. O condutor do veículo que sofreu o embate alertou as autoridades e seguiu sempre no encalço da mulher, que fazia uma condução irregular e perigosa, colocando em risco a segurança dos outros condutores. Perante esta situação foram mobilizadas patrulhas do destacamento de trânsito de Santarém e do Carregado.

A situação ocorreu na quinta-feira, 31 de Outubro. A mulher foi notificada para comparecer no tribunal de Vila Franca de Xira, onde se vai desenrolar o processo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Médio Tejo