Sociedade | 29-06-2020 13:09

Vila Franca de Xira precisa de adaptar-se e reconquistar confiança

Vila Franca de Xira precisa de adaptar-se e reconquistar confiança
foto DR

Pela primeira vez em 36 anos a cerimónia do dia da cidade foi realizada por via digital e consagrou a Unidade de Saúde Familiar Terras de Cira.

Resiliência, responsabilidade, perseverança e comprometimento são valores que distinguem a comunidade vilafranquense e por isso as gentes da cidade precisam de adaptar-se aos novos desafios trazidos pela pandemia e reconquistarem a confiança. Esta foi a principal mensagem deixada pelos autarcas da freguesia na tarde de 28 de Junho, dia em que se celebraram os 36 anos de elevação de Vila Franca de Xira a cidade.

A pandemia e os seus impactos na qualidade de vida da população e no comércio foram o tópico central dos discursos num evento que foi, pela primeira vez na sua história, realizado à porta fechada e transmitido através da internet devido às exigências de afastamento social. Foi distinguida com o galardão de mérito cívico a USF Terras de Cira.

“Precisamos de nos reinventar e repensar estratégias, de nos adaptarmos e reconquistarmos a confiança, na restauração, comércio e movimento associativo. Há gente nesta cidade, por isso precisamos de a continuar a dinamizar cultural e socialmente”, notou Filipe Valente, presidente da Assembleia de Freguesia de Vila Franca de Xira.

Entre o sentimento de orgulho pela data, foi destacada a importância de manter a unidade e coesão da cidade, sobretudo numa altura em que aumentam os pedidos de apoio social, decorrentes da redução e perda total dos rendimentos de muitas famílias.

João Santos, presidente da junta de freguesia, lembrou que Vila Franca de Xira é uma cidade “de inspiração e orientada para o futuro”, que sabe o que quer, é funcional e continua a oferecer qualidade de vida a todos os que a visitem e escolham para trabalhar. “Tem sido um percurso notável o que os vilafranquenses tem percorrido neste período de pandemia. São um exemplo para o país”, elogiou.

Também o presidente da câmara municipal, Alberto Mesquita, elogiou o povo da cidade, considerando Vila Franca de Xira uma terra de gente fraterna, afectuosa e que sabe receber. O autarca destacou a importância de acabar com as portagens na Auto-Estrada do Norte (A1) e criar o novo nó de acesso à auto-estrada. “Estamos num concelho e cidade que vale a pena visitar”, notou.

* Notícia desenvolvida na próxima edição de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1463
    09-07-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1463
    09-07-2020
    Capa Vale Tejo