Sociedade | 08-01-2023 21:00

APAV apoia em Azambuja cada vez mais crianças e jovens vítimas de crimes

Aumentou o atendimento a bebés, crianças e jovens pela Equipa Móvel de Atendimento à Vítima no concelho de Azambuja. O crime mais denunciado continua a ser o de violência doméstica e 75% das vítimas é do sexo feminino.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), através da Equipa Móvel de Apoio à Vítima (EMAV) da Lezíria do Tejo, divulgou no seu último relatório que se registou no concelho de Azambuja um aumento de atendimentos a bebés, crianças e jovens até aos 17 anos, de 4,3% em 2019 para 14% em 2021. O maior número de vítimas continua a localizar-se na faixa etária entre os 18 e 64 anos (60,7%) e o crime mais denunciado é o de violência doméstica.
Desde que foi estabelecido o protocolo entre a APAV e a Câmara de Azambuja, que permitiu o funcionamento da EMAT, em 2019, foram efectuadas mais de duas centenas de atendimentos até 2021 e acompanhadas 72 pessoas, sendo que o maior número de acompanhamentos (53) foi realizado em 2020. À semelhança de anos anteriores, em 2021 a maior parte das vítimas era do sexo feminino (75%) e apenas 10,7% do sexo masculino.
A EMAV da Lezíria do Tejo disponibiliza de forma confidencial e gratuita o apoio a vítimas de qualquer tipo de crime, designadamente através da informação, do atendimento personalizado e encaminhamento, do apoio emocional, social, jurídico e psicológico. A Equipa Móvel de Apoio à Vítima Lezíria do Tejo funciona presencialmente às terças-feiras no Páteo Valverde, em Azambuja, das 14h00 às 17h00.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo