A Palavra dos Leitores | 14-03-2012 11:07

Autocarro entre os hospitais do Médio Tejo só para funcionários públicos

Eu como funcionária aceito esta reestruturação mas a administração devia pensar mais nos funcionários e na qualidade de serviço prestado aos doentes. Fui mobilizada para Abrantes e faço diariamente cerca de 120km. Tenho um ordenado de 487 euros por mês, que não dá para o combustível, pois eles tem o desplante de fornecer um autocarro mas apenas para os trabalhadores com vínculo à função pública que recebem o dobro de nós. Isto é uma vergonha. Não podemos de forma alguma andar satisfeitos e assim é difícil dar um pouco de ânimo aos doentes se nós próprios estamos desanimados. Isto é uma maneira delicada de nos levar a despedir para eles não terem que nos indemnizar, uma vez que não ganhamos para as despesas. Zélia Gonçalves Notícia relacionada: http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=53&idSeccao=516&id=49513&Action=noticia&title=Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo