Arquivo | 25-08-2004 16:25

Contra-ataque demolidor

O Fazendense foi a Torres Novas vencer 3-0 o Desportivo local. No jogo disputado no domingo, no Estádio Dr. Alves Vieira, a equipa comandada por Jorge Moreira, deu um autêntico festival de futebol de contra-ataque e, nos primeiros quarenta e cinco minutos, destroçou por completo uma apática e desconcentrada equipa torrejana.

A equipa de Fazendas de Almeirim, que no sábado anterior tinha perdido 4-3 em Almeirim frente ao União local, apresentou-se muito compacta na defesa e a partir, decididamente, para o ataque, usando sempre a velocidade e com isso surpreendeu por completo a equipa comandada por Francisco Bragança.O ritmo lento e as falhas defensivas da equipa do Torres Novas deram asas aos médios e avançados do Fazendense e primeiro Rui Lopes e depois José Miguel aproveitaram bem para colocar a sua equipa a vencer por dois golos sem resposta.Os adeptos torrejanos ainda não tinham digerido o segundo golo e já, o novo reforço do Fazendense, César Piedade, que começou a época no Estrela Ouriquense mas que se transferiu entretanto para o Fazendense, colocava a bola na área onde apareceu Luís Amante a emendar para o terceiro golo da equipa forasteira.Com os seus adeptos a protestarem nas bancadas, os torrejanos tentaram inverter a situação, principalmente na segunda parte, mas uma equipa adversária muito bem colocada em campo, e a dificuldade de movimento dos seus jogadores, não permitiram qualquer veleidade de recuperação.Jorge Moreira soube arrumar bem a sua equipa, principalmente a meio campo, onde esteve muito forte e pressionante e roubou espaço à equipa adversária. Depois Rui Lopes, que demonstrou estar já em boa forma, encarregou-se de desbaratar a defensiva torrejana e abriu espaços para a entrada dos seus companheiros de equipa.Do lado dos torrejanos, a desinspiração dos seus jogadores foi a nota dominante. Na defesa a falta de velocidade de Eurico e Paulo Santos foi muito visível e, no meio campo, Paz Miguel, que trabalhou muito, não chegou para as encomendas. No ataque as coisas também não estiveram melhor. Roland desperdiçou mesmo uma grande penalidade.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo