Arquivo | 25-08-2004 16:25

Duarte Alegrete vence cavaleiros espanhóis

Duarte Alegrete, de apenas 15 anos, venceu várias provas de hipismo em Espanha. Foram dois fins de semana em cheio para a família do Convento da Serra (Almeirim), que além dos bons resultados desportivos, conseguiu vender um dos seus melhores cavalos. Fernando Alegrete, pai de Duarte, foi ainda convidado para dirigir um estágio de cavaleiros espanhóis.

O jovem cavaleiro ribatejano Duarte Alegrete, montando cavalos da criação da Quinta de Casais da Serra, situada entre Almeirim e Raposa, esteve em grande nos concursos nacionais de saltos de obstáculos de Espanha, que se realizaram nos dias 7, 8, 14 e 15 de Agosto. Venceu duas provas com alturas de 1,20 e duas de 1,30metros e ficou em terceiro no grande prémio final.Duarte Alegrete, que nas várias provas em que participou teve sempre a concorrência dos melhores cavaleiros do país vizinho, montou os cavalos Roberta da Serra, Romeu da Serra e Princesa da Serra, que nasceram e foram criados na sua quinta no Convento da Serra, em Almeirim.Segundo o jovem cavaleiro, a sua participação em concursos em Espanha teve como objectivo, acumular experiência e também mostrar que os cavalos criados na Quinta da Serra são do melhor, mesmo a nível mundial. “A minha participação não podia ter corrido melhor. Venci alguns dos mais credenciados cavaleiros espanhóis, os nossos cavalos foram apreciados e a égua Roberta da Serra, com que venci três dos quatro concursos, acabou por ser vendida a um cavaleiro espanhol”, referiu por entre um misto de satisfação e tristeza.Duarte Alegrete, que se deslocou a Espanha a expensas próprias, como aliás acontece com todos os cavaleiros portugueses que se deslocam ao estrangeiro, mesmo em provas chamadas como representações nacionais, regressou satisfeito porque todos os objectivos traçados, por ele e seu pai Fernando Alegrete, foram plenamente alcançados. “Foram até ultrapassados. Para além de vencer as provas, fizemos uma excelente demonstração da capacidade dos nossos cavalos, que culminou com a venda da égua Roberta da Serra”, garantiu o cavaleiro.No entanto, há uma crítica implícita nas palavras de Duarte Alegrete, que penalizam a Federação Equestre Portuguesa. “O futuro dos cavaleiros portugueses a nível internacional é muito pouco seguro. A Federação não nos dá qualquer apoio, nem mesmo quando se representa o país em provas de grande envergadura. Ficamos entregues a nós próprios, e só com grandes dificuldades podemos evoluir”, referiu o jovem cavaleiro.O futuro próximo de Duarte Alegrete passa pela sua participação no Campeonato de Portugal. Desta vez sem Roberta da Serra, a sua égua favorita, o jovem cavaleiro de Almeirim vai montar o cavalo Romeu da Serra e espera obter bons resultados. “O Romeu da Serra também já é um cavalo que dá garantias de obter bons resultados”, garante.Fernando Alegrete vai ensinar em EspanhaA participação da família Alegrete em Espanha foi na realidade muito boa. Além das vitórias e da venda da égua Roberta da Serra, Fernando, preparador dos cavalos e do cavaleiro, viu distinguido o seu trabalho, sendo convidado para dirigir um estágio de cavaleiros espanhóis.Foi um convite honroso para o hipismo português, a que Fernando Alegrete acedeu. “O meu pai foi convidado por um grupo de cavaleiros que se associaram para promoverem o estágio, que vai ser dirigido e elaborado por ele, e destina-se a promover o ensino de equitação entre os cavaleiros do país vizinho”, explicou o jovem cavaleiro.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo