Arquivo | 10-12-2004 16:15

Santarém contesta passagem do Pombalinho para a Golegã

O presidente da câmara municipal de Santarém, Rui Barreiro (PS), anunciou esta sexta-feira que vai pedir ao presidente da República para não promulgar o diploma aprovado quinta-feira no Parlamento que passa a freguesia do Pombalinho para a Golegã.Em declarações à Agência Lusa, Rui Barreiro alegou que não devia ser tomada uma posição sobre um aspecto tão controverso em final de legislatura, "ainda mais sem que se tenha cumprido a obrigatoriedade de colher o parecer dos órgãos autárquicos envolvidos".A passagem da freguesia do Pombalinho para o concelho da Golegã, com alteração dos limites da freguesia e inerente alteração dos limites entre os dois concelhos, foi proposta pelo deputado do Partido Popular eleito pelo círculo de Santarém, Herculano Gonçalves.Para Rui Barreiro, a decisão tomada quinta-feira, com os votos da maioria PSD/CDS-PP, é "inaceitável", já que a própria proposta afirma que o legislador deve ir ao encontro da vontade dos órgãos autárquicos e estes nem sequer foram ouvidos.Segundo disse, depois de várias polémicas durante o anterior executivo, no seu mandato a questão só teve um desenvolvimento, que foi o de serem ouvidas as assembleias de freguesia de Pombalinho (Santarém) e Azinhaga (Golegã) no sentido da povoação de Casal Centeio (dividida entre as duas freguesias) passar para o Pombalinho, o que mereceu o acordo dos eleitos desta freguesia mas a discordância da Azinhaga e da própria câmara municipal da Golegã.Esta iniciativa "não faz qualquer sentido, ainda por cima numa altura em que a câmara de Santarém tanto investiu no Pombalinho, nomeadamente com a construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais e outras obras", disse.Contactado pela Agência Lusa, o presidente da Câmara da Golegã, José Veiga Maltez (PS), escusou-se a comentar o assunto, por considerar que a questão "diz apenas respeito à Assembleia da República".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo