Arquivo | 12-03-2006 10:14

Recuperação a duas mãos

A Câmara de Tomar vai avançar com a recuperação da ponte do Carrascal (freguesia de Paialvo) que serve de viaduto ao ramal ferroviário da cidade. Na segunda-feira o executivo adjudicou a obra à HLC Construções, pelo valor de 38.750 euros mais IVA.O presidente do município, António Paiva (PSD), salientou no entanto que será enviado um ofício à Refer para que esta comparticipe nos custos, uma vez que a obra vai ser dificultada pelo facto de existir uma estrutura metálica que suporta uma catenária agarrada ao interior do viaduto.“A Refer não se pode desresponsabilizar desta obra, uma vez que também tem interesse nela”, referiu o presidente da câmara, adiantando que se a empresa não aceitar a repartição de custo terá de retirar a catenária do local.António Paiva considera que o facto de o viaduto ter agregado a si a catenária sobrecarrega substancialmente a obra de recuperação da ponte, além de que traz perigo acrescido para a concretização da empreitada, uma vez que o viaduto está electrificado.Em Março de 2005 o presidente da Junta de Freguesia de Paialvo tornou pública a degradação da ponte do Carrascal, levando inclusive para uma assembleia municipal uma pedra que se tinha desprendido da estrutura.Mas já sete anos antes a própria Refer tinha alertado o município para a insegurança que o viaduto representava, devido a problemas de descolagens das armaduras da estrutura. A resolução do problema foi-se arrastando com câmara e empresa a divergirem quanto à responsabilidade da sua recuperação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo