Arquivo | 21-03-2006 16:35

Câmara de Santarém promete processar responsáveis por trabalhos a mais

O presidente da Câmara de Santarém, Francisco Moita Flores, prometeu hoje processar os responsáveis dos gabinetes dos projectos de obras onde sejam realizados trabalhos para além do contratado com o município."Nós consideramos que os trabalhos a mais podem acontecer com alguma normalidade" por "problemas que surgem no momento" mas "não podemos pactuar com que todas as obras tenham trabalhos a mais e erros de projecto", afirmou o autarca.Na reunião de câmara, foram discutidas as obras no Largo do Rossio de Pernes, orçado em 495 mil euros, que foram objecto de trabalhos a mais no valor de 40 mil euros, uma situação considerada "inaceitável" pela maioria social-democrata.Nesse sentido, apesar do executivo ordenar o pagamento dessa verba ao empreiteiro, os vereadores aprovaram o compromisso de todos os trabalhos a mais que se devam a erros do projecto - "como é o caso", referiu Moita Flores - serem objecto de uma acção judicial."Vamos responsabilizar os gabinetes de arquitectura que fazem os trabalhos mal feitos", explicou Moita Flores, que contou com o apoio dos eleitos da CDU e PS.Os sucessivos erros de projecto contribuem para a perda "milhões de euros" do cofre do município, salientou o autarca, criticando o facto dos concursos serem feitos já "com trabalhos a mais escondidos" devido às deficiências existentes.A partir de agora, "quem quiser projectar em Santarém, projecta bem como faz para as empresas privadas. Se projecta mal e não volta a trabalhar para Santarém e tem de ser penalizado por aquilo que faz", prometeu.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo