Arquivo | 24-05-2006 11:26

Quinta da Flamenga reivindica parque urbano

Quinta da Flamenga reivindica parque urbano
Os moradores da Quinta da Flamenga, em Vialonga, querem ver construído o prometido parque verde da urbanização. Cerca de 20 elementos do Movimento Jardim Parque Urbano da Flamenga aproveitaram a apresentação do projecto da Mata do Paraíso para pedir esclarecimentos à Câmara Municipal de Vila Franca.Os moradores questionaram a presidente da autarquia sobre uma garantia bancária para o parque urbano que terá sido levantada pelo município para aplicar noutras zonas do concelho.Maria da Luz Rosinha negou a existência da garantia bancária, uma vez que a construção do parque urbano é da responsabilidade da câmara municipal. Segundo referiu, só existe garantia bancária para os espaços verdes envolventes que estão a cargo do urbanizador.Os moradores reivindicaram ainda da autarquia poderem participar na reformulação do projecto que está a ser feita pelos serviços da câmara. A revisão tem em vista a diminuição dos espaços verdes por questões relacionadas com os custos de manutenção. Maria da Luz Rosinha deixou a promessa de que iria reunir com os moradores na primeira quinzena de Junho e mostrou-se aberta às suas sugestões.Um compromisso que deixou o porta-voz do movimento, satisfeito e com esperança que “as coisas comecem agora a avançar”. Fernando Dias fez questão de sublinhar que o movimento está “a lutar por um bem comum”, considerando que toda a freguesia de Vialonga irá beneficiar com o parque urbano.A urbanização da Quinta da Flamenga começou a ser habitada há mais de quatro anos e até agora não foi feito nada no que diz respeito ao parque. Para o local estão previstos um jardim infantil, dois campos de ténis e um recinto desportivo descoberto, um lago com cascata e piscinas para o Grupo Desportivo de Vialonga, numa área de cerca de 50 mil metros quadrados. Actualmente, o espaço reservado ao parque urbano, serve como estaleiro à construção dos restantes prédios da urbanização.Para além de reivindicarem a construção do parque urbano, os moradores reclamam a colocação das placas identificativas das ruas, de sinalização e de contentores do lixo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo