Arquivo | 13-05-2009 16:56

Politécnico de Tomar cuida do património cultural no Estado de Minas Gerais

O Instituto Politécnico de Tomar, em parceria com o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de S. Paulo, no Brasil, iniciou um programa de trabalho nos domínios do património cultural e do ambiente com a “Associação Praeservare” do estado brasileiro de Minas Gerais. Está ainda prevista a criação de um pólo de reflexão e de intervenção cultural e ambiental, com uma estrutura idêntica à dos cenários do projecto “Porto Seguro”, apoiado pela Comissão Europeia e, de que é exemplo, o Museu de Arte Pré-Histórica de Mação. A criação de um cenário de intervenção em rede no Estado de Minas Gerais representa uma primeira extensão do projecto "Porto Seguro". O projecto, para além dos quatro cenários iniciais (Mação, Piauí, S. Paulo e Santa Catarina) decorre em estreita articulação com os programas de Mestrado e de Doutoramento em Arqueologia e Quaternário que o IPT, em parceria com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro ministra em Mação, e que integram diversos estudantes e investigadores daquele estado brasileiro.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo