Arquivo | 06-12-2011 15:36

Centenas de pessoas no último adeus ao vereador Vítor Gaspar

Centenas de pessoas acompanharam na Quinta-feira, 1 de Dezembro o funeral do vereador da Câmara de Santarém, Vítor Gaspar, falecido terça-feira, 29 de Novembro.Depois de ter estado em câmara ardente no salão nobre dos Paços do Concelho, a urna com o vereador, coberta pela bandeira do município, foi transportada por bombeiros para o Convento de S. Francisco, sempre ladeada pelos autarcas das juntas de freguesia do concelho com os respectivos estandartes. No convento, que Vítor Gaspar ajudou a dar destaque e a recuperar para a vida cultural da cidade, José Valentim, administrador da empresa municipal CUL.TUR, da qual Vítor Gaspar era presidente do conselho de administração, leu algumas palavras de elogio à figura pessoal, política e humana do vereador, seguido de um momento musical.A última despedida a Vítor Gaspar deu-se no cemitério da Ribeira de Santarém, perante a comoção dos seus colegas de vereação, familiares e amigos mais próximos.Vítor Gaspar tinha 45 anos. Faleceu na sequência de doença súbita já no Hospital de Santarém depois de se ter sentido mal após o almoço. Professor de formação, leccionava matemática na Escola Secundária do Cartaxo. Foi presidente da Junta de Freguesia da Ribeira de Santarém, localidade ribeirinha onde nasceu, pela CDU, durante dois mandatos e meio até ter aceitado o convite do presidente do Município, Francisco Moita Flores, para ser chefe de divisão de cultura da câmara. Em 2009, integra a lista da candidatura de Moita Flores, como independente, tendo sido eleito. Era vereador a tempo inteiro tendo, entre outros, os pelouros da cultura, turismo, associativismo cultural, acção social. Era ainda presidente do conselho de administração da CUL.TUR - Empresa Municipal de Cultura e Turismo de Santarém.Em comunicado, a Câmara de Santarém manifesta profundo pesar pela morte do vereador Vítor Gaspar e lembra o seu trajecto de vida profissional. Também o Partido Socialista emitiu um comunicado em que lamenta “profundamente” o inesperado falecimento de Vítor Gaspar, relevando “o carácter e o sentido humanista do homem”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo