Arquivo | 10-01-2013 15:33

Conhecido pirata da Somália anuncia que renuncia à atividade

Um dos mais conhecidos piratas somalis, que juntou milhões de dólares em resgates de navios que atacou no Oceano Índico, anunciou na quarta-feira à noite que vai abandonar a pirataria.“Depois de oito anos na pirataria, decidi renunciar e desistir. A partir de hoje deixo de estar envolvido nessas atividades criminosas”, disse Mohamed Abdi Hassan, conhecido como “Afweyne”, numa cerimónia oficial com autoridades locais em Adado, no centro da Somália.Afweyne não explicou as razões da decisão, mas disse ter encorajado vários piratas a fazer o mesmo, segundo um dos membros da administração local presentes na cerimónia, Ahmed Ali Moalim, citado pela agência France Presse.Afweyne protagonizou duas das maiores capturas de navios por piratas somalis: o superpetroleiro saudita "Sirius Star", de 330 metros de comprimento e com uma carga de dois milhões de barris de petróleo (novembro de 2008) e o do cargueiro ucraniano "Faina", carregado de armamento como tanques de assalto, sistemas de defesa antiaérea e lança-'rockets' (janeiro de 2009).Os dois navios foram libertados, respetivamente em janeiro e em fevereiro de 2009, depois do pagamento de resgates de vários milhões de dólares.Os atos de pirataria ao largo da Somália diminuíram em 2012 para o nível mais baixo desde 2009, de acordo com o último relatório do Gabinete Marítimo Internacional.A redução dos ataques é atribuída às missões internacionais da NATO e da UE no Oceano Índico e ao reforço da segurança armada a bordo dos navios mercantes.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo