Arquivo | 17-01-2013 13:00

PJ identificou homem encontrado há dois meses morto na Murtosa

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro já identificou um homem que terá sido vítima de homicídio e cujo cadáver foi encontrado há dois meses enterrado na areia, junto à ria de Aveiro, na Murtosa.Segundo fonte da PJ, trata-se de um septuagenário, residente em Espinho e que estava desaparecido desde outubro de 2012, cerca de três semanas antes de um popular ter encontrado o seu cadáver, no lugar dos Ameirinhos.A PJ conseguiu descobrir a identidade da vítima, devido ao retrato robô realizado pelo Laboratório de Polícia Científica."O retrato robô assemelha-se bastante à vítima", adiantou a mesma fonte, acrescentando que, após a divulgação da imagem, receberam vários telefonemas de familiares do homem que estava por identificar.Os inspetores da Judiciária vão agora iniciar a investigação para apurar as causas da morte.Segundo a PJ, o corpo encontrado a 17 de novembro estava "inumado" em terreno arenoso, num local situado na margem esquerda da ria de Aveiro, entre a linha de água e a estrada, a jusante do cais da Béstida, na zona da Murtosa.O homem apresentava "violento traumatismo com múltiplas e graves lesões ao nível da cabeça e tronco com fraturas várias", de acordo com o relatório da autópsia.As autoridades admitem a hipótese de se tratar de um crime violento, com ocultação de cadáver, tendo em conta o estado em que o corpo foi encontrado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo