Arquivo | 20-01-2013 18:21

Protecção Civil regista ocorrências, mas sem vítimas, nem gravidade

A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) registou hoje algumas ocorrências, mas “sem vítimas ou situações de gravidade”, informou Miguel Cruz, Adjunto Nacional de Operações.Em declarações à agência Lusa, o responsável referiu estarem a decorrer trabalhos na sequência do mau tempo registado entre sexta-feira e sábado, com “dificuldades devido à precipitação”.Houve registo, nomeadamente de mais quedas de árvores, mas sem “vítimas ou situação de gravidade”.Segundo a ANPC, continuam “áreas muito pontuais” sem eletricidade, que estão a ser geridas pela EDP.O mau tempo em Portugal Continental causou no sábado um morto e 21 feridos, dois deles graves, e 46 desalojados, além de estragos em casas e viaturas.A vítima mortal é um idoso de 85 anos, que morreu em Abrantes, após ter sido projectado para o chão pelo portão da casa, impelido pela força do vento.Os dois feridos graves são dois turistas que foram atingidos em Sintra por uma árvore que caiu.Seis bombeiros ficaram igualmente feridos, mas sem gravidade, no decurso de trabalhos de socorro.Em Aveiro, o cargueiro "Merle", de 84 metros e pavilhão das Ilhas Cook, foi empurrado pelo mar para a praia em S. Jacinto onde se encontra encalhado, tendo os seis tripulantes sido socorridos sãos e salvos.Os distritos mais afetados pela intempérie, caracterizada por vento forte e grande agitação marítima, foram Lisboa, Porto, Santarém e Setúbal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo