Arquivo | 23-01-2013 10:09

Homem acusado de matar ex-companheira e enteado começa hoje a ser julgado em Loures

O homem suspeito de ter matado a ex-companheira e o filho desta na Quinta do Infantado, em Loures, devido ao fim da relação que mantinha com a mulher, começa hoje a ser julgado.O alegado autor encontra-se em prisão preventiva e, além de estar acusado pelo Ministério Público (MP) de duplo homicídio qualificado, vai ser julgado por dois crimes de detenção de arma proibida, um crime de coação agravada na forma tentada e um crime de furto.Os factos ocorreram a 30 de Março de 2012, num contexto de violência familiar. Os agentes da PSP encontraram o cadáver da mulher dentro do carro, estacionado a algumas centenas de metros da sua residência, onde estava o corpo do filho, fechado numa das divisões.O suspeito, de 49 anos, que nunca assumiu os crimes, entregou-se voluntariamente numa esquadra da PSP durante a tarde do dia seguinte, dizendo que o estava a fazer porque tinha visto as notícias na televisão.Segundo o despacho de acusação do MP, a que a agência Lusa teve acesso, Helena Branco, de 50 anos, tinha terminado uma relação de dois anos com o suspeito cerca de dois meses antes do crime.A mulher tinha apresentado queixa contra o ex-companheiro por violência doméstica e o homem estava proibido pelo tribunal de se aproximar dela.Perante a insatisfação com o fim do relacionamento, as ameaças à ex-companheira e ao filho desta eram constantes, bem como as esperas à porta da sua casa e do seu trabalho, refere a acusação."Não és minha, não serás de mais ninguém" e "o teu bebé vai morrer" foram algumas das muitas mensagens que a mulher recebeu do ex-companheiro, acrescenta.Na manhã de 30 de Março de 2012, quando Helena Branco chegou ao carro para ir trabalhar, apareceu o suspeito. Segundo o MP, após discutirem, o homem terá disparado três tiros junto à sua cabeça.Depois disso, dirigiu-se à casa da ex-companheira, onde o filho desta ainda dormia. André Simões, de 24 anos, terá sido agredido pelo suspeito com um haltere de ferro na cabeça, a que se seguiram vários cortes no corpo feitos com um objecto cortante. Por fim, atingiu-o com quatro tiros.O início do julgamento está agendado para as 14:00. O colectivo de juízes vai ser presidido por Susana Fontinha.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo