Arquivo | 17-10-2013 11:17

Exportações de vinhos portugueses para a China triplicaram desde 2010

As exportações de vinhos portugueses para a China triplicaram nos últimos três anos, somando 12.121 milhões de euros em 2012, e continuam a crescer, segundo contas das alfândegas chinesas citadas hoje à agência Lusa.No primeiro semestre de 2013, as vendas de vinhos portugueses para aquele país "atingiram os 8,5 milhões de euros, o que indicia uma expectativa de crescimento de 40% para este ano", realçou o delegado em Xangai da Agência para a Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Filipe Santos Costa.Filipe Santos Costa falava a propósito da feira do grupo Bright Food, considerada a maior empresa alimentar da China, com cerca de 4.000 lojas e supermercados, e que é propriedade do governo municipal de Xangai.O certame, que decorre até sábado com a participação exclusiva de empresas estabelecidas em Xangai, conta com quatro companhias portuguesas, duas das quais do sector dos vinhos (Enoport e Enoforum/Carmim).A Delta Café, através do seu importador, ligado a Bright Foods, e a SCIOKO, uma cadeia de restaurantes conhecida pelos cachorros-quentes, frango no churrasco e pastel de nata, lançada por jovens empresários no verão de 2012, estão também presentes.Considerada a "capital económica da China", Xangai é a maior e mais cosmopolita cidade, com cerca de 23 milhões de habitantes.Em 2010, as exportações de vinhos portugueses para a China somaram apenas 5,5 milhões de euros."A explosão da população urbana em curso na China proporciona um grande mercado para os produtos de consumo portugueses", realçou o delegado da AICEP em Xangai.A população urbana chinesa aumentou cerca de 25 milhões nos últimos dois anos, superando os 50% do total em 2011, e deverá continuar a crescer ao mesmo ritmo ao longo das próximas duas décadas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo