Arquivo | 27-10-2013 13:25

Tribunal de Torres Vedras julga suspeito de ter matado ex-mulher à facada

O Tribunal de Torres Vedras começa, na segunda-feira, a julgar um sexagenário acusado de, em Março, ter matado à facada a ex-mulher numa localidade do Sobral de Monte Agraço.O homem, que aguarda julgamento em prisão preventiva, está acusado de um crime de homicídio qualificado, dois crimes de ameaça agravada e um crime de detenção de arma proibida.Ao fim de 34 anos de casamento, o casal vivia separado desde Junho de 2012, quando a mulher saiu de casa para ir viver com outro homem.Desde então, o arguido passou a ameaçar a mulher e os quatro filhos de que a iria matar, bem como ao actual companheiro, segundo a acusação do Ministério Público (MP), a que a agência Lusa teve acesso.De acordo com o MP, o arguido "durante vários meses manteve a intenção de lhe tirar a vida e passou a vigiar a ofendida, a controlar as suas rotinas e a rondar a habitação onde vivia, com o intuito de a abordar sozinha".No dia 15 de Março, quando viu, pelas 18:30, o companheiro a ausentar-se de casa para ir à horta buscar nabiças para a sopa, o suspeito, munido de uma faca e sob o efeito do álcool, terá entrado na habitação, sem autorização dos proprietários.O homem, de 64 anos, terá encontrado no quarto a ex-mulher, agarrando-a e desferindo-lhe vários golpes na cabeça, pescoço e zona do abdómen, que a atingiram mortalmente.Sem lhe prestar qualquer assistência, terá abandonado a casa e encontrado um dos seus filhos, a quem terá dito para "ir fazer o funeral à mãe porque já tinha feito asneira".Pelas 20h10 horas, o arguido, que veio a confessar o crime, entregou-se no posto da GNR do Sobral de Monte Agraço na posse da arma branca e com vestígios de sangue nas mãos, na roupa e nas botas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo