Arquivo | 29-10-2013 12:42

IEFP assina acordos com universidades para reforçar formação superior de desempregados

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) vai assinar hoje acordos de cooperação com dez universidades do país que visam “reforçar as competências e melhorar a empregabilidade" de quadros superiores desempregados.A formação desenvolvida ao abrigo destes acordos de cooperação pretende abranger cerca de 900 desempregados inscritos nos serviços de emprego do IEFP, adianta o instituto em comunicado.Os acordos de cooperação, assinados no âmbito da implementação da medida Vida Activa - Emprego Qualificado, envolvem as universidades do Minho, de Évora, do Algarve, da Beira Interior, de Aveiro e a Universidade do Porto – Porto Business School, adianta o IEFP em comunicado.A Universidade Católica do Porto, a Universidade de Coimbra - Faculdades de Psicologia e Ciências da Educação e de Economia, o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e a Universidade de Lisboa - Instituto Superior Técnico também vão assinar estes acordos com o Instituto do Emprego e Formação Profissional.O IEFP refere que, “ao apostar na mobilização alargada a novos actores, como é o caso das instituições de ensino superior”, pretende reforçar as parcerias estratégicas que contribuem para adequar as qualificações dos desempregados, em particular dos detentores de habilitações de nível superior e com baixa empregabilidade, às necessidades do mercado de trabalho.Esta formação será feita através da aquisição de ‘soft skills’ e de competências técnicas que promovam a empregabilidade destes públicos, em domínios como o empreendedorismo, a gestão, o ‘empowerment’ ou outras áreas de elevada especialização, adianta.No âmbito destes acordos, serão criadas “redes de trabalho em interacção com empresas, gerando dinâmicas empreendedoras ao nível dos participantes e suscitando novas perspectivas de integração e carreira profissionais”, acrescenta o instituto.A assinatura destes acordos decorrerá hoje à tarde no Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, em Lisboa, e contará com a presença do ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social e dos Secretários de Estado do Ensino Superior e do Emprego.A medida Vida Activa promovida pelo IEFP consiste numa resposta de qualificação que visa facilitar a (re)integração profissional dos desempregados, através de acções de formação de curta formação de natureza teórico-prática, que permitam a aquisição, valorização ou aprofundamento de competências relevantes para o mercado de trabalho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo