Arquivo | 04-11-2013 11:18

Programa Jessica já permitiu aplicação de 70 ME em regeneração urbana em Portugal

O presidente do comité de investimento do fundo comunitário Jessica revelou hoje a aplicação, por Portugal, de 70 milhões de euros, no âmbito daquela iniciativa tendente à regeneração urbana criada em Julho de 2009.Em declarações à agência Lusa, Pedro Saraiva indicou que “cerca de 70 milhões de euros já foram afectos a projectos aprovados”, apelando à apresentação célere de projectos por parte de eventuais interessados.Os projectos de “terão de ser apresentados de uma forma célere, porque a iniciativa deverá ter todo o dinheiro disponibilizado e injectado na economia real até ao final de Junho de 2015”, frisou.O risco de ficarem fundos por utilizar foi afastado por Pedro Saraiva, dada a “cadência forte de aprovações ainda este ano” e as que são esperadas ao longo do primeiro semestre de 2014.“Acreditamos que isso vai remover a possibilidade de não esgotar as verbas disponibilizadas para aplicação em Portugal em bons projectos de regeneração urbana”, afirmou à Lusa.O objectivo português para este fundo é atingir 50% de aprovações até final de Dezembro, estando o responsável convicto, segundo os dados disponibilizados, de que será concretizado.“O que significaria que teríamos cerca de 170 milhões de euros aprovados”, contabilizou.Em termos de regiões, Pedro Saraiva assinalou que o Centro começou “um pouco mais tarde” os processos, mas a entidade gestora tem dado “informação muito positiva” e está em análise um “conjunto muito alargado de projectos”.“As outras regiões estão relativamente equilibradas do ponto de vista de procura e de concretização”, informou.Os 70 milhões de euros foram aplicados em 26 projectos, sobretudo nas áreas do Turismo, Imobiliário, Comércio e Energia.Segundo os números, que foram hoje apresentados publicamente, o investimento representa a criação de 629 postos de trabalho directo em 19 concelhos.A Iniciativa Jessica foi lançada conjuntamente pela Comissão Europeia, pelo Banco Europeu de Investimento e pelo Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa e visa apoiar os estados membros na utilização de mecanismos de engenharia financeira para financiamento de investimentos de regeneração urbana.A iniciativa recorre a fundos do Quadro de Referência Estratégico Nacional, dos Programas Operacionais aderentes e alavancados pelos Fundos de Desenvolvimento Urbano e da Direcção-geral de Tesouro e Finanças.Em Portugal, foram seleccionados o BPI, a Caixa Geral de Depósitos e o Turismo de Portugal como entidades gestoras dos fundos de desenvolvimento urbano.O programa prevê que por cada euro do Jessica, se alavanquem cinco euros de investimento adicional.Assim, em Portugal, o Fundo JESSICA disponibiliza 130 milhões de euros, tendo uma capacidade de investimento directo de 335 milhões de euros.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo