Arquivo | 19-12-2013 14:03

Portugal foi o país da zona euro com maior queda nos custos laborais no 3.º trimestre

Portugal foi o país da zona euro em que os custos laborais mais desceram no terceiro trimestre, a par da Eslovénia (-0,4%), e surge em terceiro lugar entre os países da OCDE, segundo estimativas desta organização.Portugal contraria, assim, a tendência de subida ligeira dos custos unitários do trabalho (rácio entre as remunerações por trabalhador e a produtividade) na zona euro (0,1%), embora tenha suavizado a descida, face aos -1,9% registados no trimestre anterior, indica a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).Da lista de países da OCDE com dados relativos ao terceiro trimestre (que não inclui a Grécia nem a Irlanda), destacam-se também o recuo do custo do trabalho em Espanha (-0,2%), na Eslováquia (-0,3%) e na Hungria (-0,8%), bem como nos Estados Unidos (-0,2%) e no Japão (-0,6%).Em Itália os custos mantiveram-se constantes e continuaram a aumentar em França (0,4%), no Reino Unido (0,4%) e na Alemanha (0,1%).Analisando a compensação por unidade de trabalho, que resulta da divisão dos salários pelo número total de horas de trabalho, Portugal volta a estar no topo, com uma queda de -1,4%, a maior na lista de 30 países, contrastando com o aumento da zona euro (0,2%) e da média da OCDE (0,3%).Foi também o país onde a produtividade mais caiu (-1,0%), em contraciclo com o acréscimo da zona euro (0,1%) e da OCDE (0,4% em média).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo