Arquivo | 31-12-2013 11:44

Ligeira melhoria no estado de Schumacher, mas ainda em perigo de vida - hospital

O ex-piloto de Fórmula 1 alemão Michael Schumacher foi submetido a nova operação cirúrgica e o seu estado "melhorou ligeiramente", embora continue "crítico", revelou o hospital de Grenoble, França, onde está internado desde domingo."Ainda não está fora de perigo, mas ganhámos tempo", disse o doutor Jean-François Payen, durante uma conferência de imprensa que fez um ponto de situação do estado de saúde do ex-piloto, que sofreu no domingo um grave acidente quando esquiava na estância de Méribel, nos Alpes franceses.Aquele médico acrescentou que, "em relação a ontem (segunda-feira), a situação está mais bem controlada", mas o estado do sete vezes campeão do Mundo de Fórmula 1 continua a ser considerado "crítico e frágil".Depois de terem submetido o ex-piloto a um novo "scanner" e terem constatado uma "ligeira melhoria", os médicos propuseram à família de Schumacher uma nova intervenção, que se realizou durante a noite e durou cerca de duas horas.Foi explicado que, durante a operação, puderam retirar "sem riscos" um hematoma, situado na área esquerda do cérebro, tendo sido instalado um dispositivo para fazer diminuir a pressão intracranial.Um novo "scanner" realizado esta manhã revelou uma "ligeira melhoria" no paciente, que se mostrou "relativamente estável", embora continuem a existir "muitas hemorragias" cerebrais, precisou o chefe do serviço de neurocirurgia do centro hospitalar de Grenoble, Emanuel Gay."As próximas horas são cruciais", revelaram os médicos que tratam de Schumacher. Apesar de considerarem terem ganhado um pouco de tempo, sublinharam que não podem prever a evolução do paciente e que ainda falta muito caminho.No hospital encontram-se a mulher de Schumacher, Corinna, os seus dois filhos, Gina, de 16 anos, e Mick, de 14, o seu irmão Ralf, também ex-piloto, um médico alemão e o cirurgião francês Gérard Saillant, amigo pessoal do germânico."Não se pode dizer que está ganho. Há altos e baixos. Hoje está um pouco melhor que ontem (segunda-feira) e melhor do que no domingo. Estamos um pouco menos preocupados, mas pode mudar de um dia para outro", resumiu Saillant.Schumacher, que na sexta-feira cumpre 45 anos, encontra-se em coma induzido e em estado crítico desde domingo, depois de ter sofrido uma pancada forte na cabeça na sequência de uma queda.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo