Cultura | 12-02-2005 18:06

Antologia literária sobre amor revela afectos de Pessoa, Eça e Camões

Escritores e poetas cuja obra foi muitas vezes inspirada pelo mundo dos afectos, como Luís de Camões, Fernando Pessoa e Eça de Queirós, foram reunidos numa antologia sobre o amor que percorre vinte séculos de literatura.

Ana Mattoso e Sandra Silva seleccionaram os textos, de autores portugueses e estrangeiros, e a 101 Noites editou a antologia "Amo- te", que pretende ser uma mostra de algumas das mais belas declarações de amor da literatura universal, em época de celebração do Dia de S.Valentim.Mário de Sá-Carneiro, Cesário Verde, António Nobre, Guerra Junqueiro, Eça de Queirós e Camilo Castelo Branco são outros portugueses cujas declarações amorosas ficaram na História literária.Mas a linguagem universal do amor inspirou autores de todo o mundo a escrever em prosa ou em poesia, nomeadamente Lord Byron, William Shakespeare, Charlotte Bronte, Robert Browning, Gérard de Nerval, Madison Cawein, Fiódor Dostoiévski, Leão Tolstoi, Émile Zola, entre outros."Amo-te tanto! E nunca te beijeiÓ/ E nesse beijo, Amor, que eu não te dei/ Guardo os versos mais lindos que te fiz!", declara a poetisa Florbela Espanca em "Os Versos que te fiz".A antologia inclui ainda um dicionário com a expressão amo-te em várias línguas.Por exemplo, os habitantes do Taiti declaram-se dizendo "Ua Here Vau Ia Oe", na Tunísia "Há eh bak", na Noruega "Jeg elskar deg", no Zimbabué "Ndinokuda" e na Mongólia "Be chamad hairtai".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo