Cultura | 03-03-2006 17:12

Alverca abre as portas ao teatro

Até ao próximo dia 2 de Abril Alverca vai ser o centro cultural da região. A 2ª Amostra de Teatro, organizada pelo Cegada – Grupo de Teatro, vai proporcionar espectáculos teatrais todos os dias, para miúdos e graúdos, por grupos vindos de vários pontos do país.Sábado, 4 de Março, está agendado o desfile de abertura pelas ruas de Alverca, a partir das 18 horas. À noite o grupo UltimActo, de Com Soldos, Tomar, apresenta “A Bengala”, numa adaptação da obra a partir de Prista Monteiro. No dia 9 de Março o Cegada volta a subir ao palco, pelas 21h30, o horário definido para os espectáculos a realizar durante a semana, para assinalar o 20º aniversário do grupo. “O amor de Dom Perlimplim com Belisa em seu jardim”, de Frederico Garcia Lorca, é a peça escolhida para a noite de aniversário. Na 2ª Amostra de Teatro de Alverca vão também participar outros grupos do concelho de Vila Franca de Xira. No dia 10 de Março o Grupo de Teatro Grutaforte, do Forte da Casa, apresenta o “Auto das barcas”, de Gil Vicente e no dia 17, o Grupo Cénico “A Forja”, de Á-dos-Loucos, leva até ao Amostra Auditório “É um santo, o António!”, de João Henrique.Para assinalar o Dia Nacional do Estudante, a 24 de Março, o núcleo de teatro da Escola Gago Coutinho, de Alverca, vai participar com “O pancadinhas”. O grupo “Esteiros” de Alhandra encena, no dia 25 de Março, “Still life”, de João Santos LopesOs domingos à tarde da Amostra são dedicados às crianças com a apresentação de peças infantis. Sempre às 16 horas, sobem ao palco peças como “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá”, original de Jorge Amado, no dia 5 de Março, pelo grupo de Cem Soldos. “O Gato das Botas” será levado à cena pelo Teatrinho de Santarém, no dia 2 de Abril. A iniciativa do Cegada vi ainda contar com a participação do Cale Estúdio de Teatro, de Vila Nova de Gaia, do Grupo Cénico Incrível Almadense, de Almada, da Companhia de Teatro do Ribatejo, da Chamusca, entre outros. A Amostra de Teatro de Alverca surgiu há dois anos como um projecto “cheio de loucura”. José Teles, presidente do Cegada, explica que o grupo se inspirou na mostra de teatro que o UltimActo faz em Cem Soldos. O objectivo, refere, é que um dia consigam envolver toda a comunidade de Alverca, como o UltimActo faz na pequena freguesia de Tomar. Realizar a Amostra representa para o Cegada um enorme esforço, uma vez que os recursos são limitados. “São encargos financeiros que não lembram a ninguém”, diz José Teles. Por isso todos os apoios que chegam são bem vindos. Para esta 2ª Amostra o grupo conta com a ajuda do Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, da Junta de Freguesia de Alverca, do CEBI, com as refeições, e dos escuteiros, para albergar os grupos participantes.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo