Cultura | 15-05-2009 19:23

João de Carvalho diz que não há política cultural em Vila Franca de Xira

O actor e candidato à Câmara de Vila Franca de Xira pelo PSD, João de Carvalho, diz que a autarquia vilafranquense não tem uma política cultural e se limita a meter no saco tudo o que é associações de toda a espécie. Com prejuízo para as associações culturais em detrimento das entidades desportivas, recreativas e das tertúlias tauromáquicas. Em mais uma conversa espectáculo/tertúlia “Fatias de Cá Bar É”, no cine-teatro de Constância, esta quinta-feira, João de Carvalho não poupou as opções da câmara liderada pela socialista Maria da Luz Rosinha.“As associações de caçadores e de pescadores estão reunidas com as IPSS e com as companhias de teatro e grupos etnográficos tudo no mesmo saco. Uma coisa são IPSS, Cercis, associações desportivas. Outras são associações culturais. Quem é que leva sempre a porrada em cima? A cultura, e a partir daqui não se consegue fazer nada. As tertúlias tauromáquicas deviam ser interactivas e não funcionarem apenas na Feira de Outubro e no Colete Encarnado. Que recebam um bocado menos porque há quem precise de encenar espectáculos, de renovar guarda-roupas, fazer coisas novas em grupos de folclore. Mas para isso é preciso haver uma política cultural e não tem havido”, constatou.Mais pormenores sobre esta notícia na edição semanal de O MIRANTE na qual João de Carvalho fala ainda da ambição de concorrer para ganhar a Câmara de Vila Franca de Xira, da sua carreira de actor e da relação com o pai, Ruy de Carvalho.“O Fatias de Cá Bar É” decorre semanalmente no cine-teatro de Constância. Antes da conversa com um convidado, conduzida pela professora Paula Junqueira, os interessados são convidados a comparecer às 19h19 para um jantar num dos restaurantes da vila. Pelas 21h21 é representado um excerto de uma peça de teatro a que se segue uma conversa com o convidado. Em cada intervalo há sobremesas, chá e café.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo