Desporto | 21-03-2006 11:00

Caudal do rio ainda causou alguns sustos

Cerca de 200 atletas, oriundos de todo o país, participaram no passado sábado em mais uma edição da tradicional descida do rio Nabão, em canoagem, prova aberta a federados e não federados.A Descida do Nabão é classificada como uma prova de turismo, onde os concorrentes cumprem um percurso de 15 km pelo prazer do desporto, desfrutando de um ambiente singular, do contacto com a natureza e da camaradagem envolvente. Apesar de alguns riscos, esta é uma prova acessível a todos.A prova iniciou-se no Agroal, de onde os participantes começaram a descida do rio. Os mais incautos e inexperientes foram testando a temperatura da água e a destreza para saírem do rio que levava corrente forte e água turva motivada pela chuvada. Refira-se que grande parte do percurso foi debaixo de chuva, por vezes intensa, mas nada que desmotivasse.Ao longo da descida, onde a paisagem é impar e só visível pelo rio, alguns rápidos e obstáculos aumentavam a adrenalina dos concorrentes. Com um caudal superior ao normal, o maior risco encontrado era junto às margens com ramos de árvores e silvas tombadas sobre o rio provocando o embaraço de muitos canoistas.O percurso, que previamente foi entregue aos concorrentes, tinha quatro açudes antes de chegar a Tomar. Em alguns deles, a maior parte das canoas teve de ser transportada por terra em virtude da intensa queda de água não oferecer condições de segurança para este tipo de prova. Mas os mais destemidos e preparados transpuseram-nas para gáudio dos assistentes.Já perto das quatro da tarde, os participantes foram chegando a Tomar, contornando o Mouchão, descendo o açude e parando junto ao mercado, permitindo aos transeuntes um colorido diferente ao rio e á cidade.No final foi servido um jantar de porco no espeto no salão dos Bombeiros. Os participantes receberam um saco com alguns folhetos informativos da Região dos Templários, da cidade nabantina, do percurso e uma t-shirt alusiva.A descida do Nabão, inserida no calendário regional das provas de canoagem, é uma das provas com maior tradição no país ao nível da canoagem, havendo registos que remontam aos anos 40.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo