Economia | 16-04-2006 11:47

Horário alargado do comércio não foi o combinado

A Associação de Comerciantes do Cartaxo defende que o comércio só deve estar aberto aos domingos em casos especiais, ao contrário do que deliberou a câmara na última reunião. A presidente da Associação de Comerciantes do Cartaxo (ACC) diz não ter conhecimento de qualquer deliberação do executivo municipal em relação a alterações de horários que podem permitir a abertura do comércio diariamente entre as 08h00 e as 20h00, inclusive ao domingo.Luísa Barbosa referiu a O MIRANTE que caso se confirme a medida da câmara se trata de uma forma “airosa” de sair da situação de ter autorizado a abertura do Modelo e do Intermaché nas tardes de domingo.O alargamento dos horários do comércio local foi aprovado na última reunião do executivo da Câmara do Cartaxo, para que os comerciantes possam ser mais dinâmicos e concorrenciais com outras lojas da cidade e com as grandes superfícies comerciais, justificava o presidente da câmara, Paulo Caldas (PS).Desde Junho de 2005, salienta Luísa Barbosa, que numa reunião com a câmara que se tentou definir um horário regulado para os estabelecimentos. “O que estava combinado era que o horário de segunda a sábado seria ininterrupto, entre as 08h00 e as 20h00, e que para o domingo seria necessário uma autorização especial da associação e da câmara, conforme cada caso”, recorda.Dá como exemplos as papelarias que vendem jornais diários e que ao domingo precisam de estar abertas, ou os estabelecimentos que vendem artigos para dias especiais, como o Dia da Mãe, exemplifica a presidente da ACC. Luísa Barbosa constata ainda a rapidez com que os horários para os dois hipermercados da cidade foram aprovados - contra os quais a associação sempre se manifestou -, quando as negociações com os comerciantes se arrastam há quase um ano. Durante a reunião, Paulo Caldas considerou que não são as grandes superfícies comerciais que fazem concorrência ao comércio local mas sim as lojas da cidade entre si. O autarca revelou ainda que a edilidade vai passar a informar regularmente as entidades inspectivas do sector do comércio em relação à violação de regras e horários de funcionamento.O reforço da iluminação do espaço público e a valorização das artérias urbanas e das condições de estacionamento estão, também, previstos no plano da autarquia para a "dinamização do comércio local".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo