Economia | 26-01-2013 00:09

Santarém lança BioMomento para estimular economia sustentável e criação de emprego

O sector de ambiente da Câmara de Santarém lançou esta sexta-feira, 25 de Janeiro, o BioMomento, uma iniciativa que pretende estimular a economia verde e promover a criação de emprego na região.“Estamos a iniciar um conjunto de iniciativas emblemáticas, através das quais pretendemos chegar próximo do cidadão e sensibilizar para implementar no concelho e na região acções que nos conduzam aos objectivos da agendada da Europa 2020”, disse à agência Lusa Maria João Cardoso, chefe de equipa multidisciplinar de acção para a sustentabilidade na Câmara de Santarém.Com esse objectivo arrancou hoje com o “BioMomento”, uma iniciativa que vai realizar-se todas as últimas sextas-feiras de cada mês e que pretende “mostrar exemplos positivos para estimular o empreendedorismo sustentável”.Na Casa do Ambiente, mais de duas dezenas de pessoas ficaram a conhecer os exemplos de uma empresa que se dedica à plantação de ervas aromáticas, usadas na confecção de produtos de cosmética, e de uma quinta de turismo ambiental, onde funciona um centro de educação ambiental, que os comercializa.Em Fevereiro, o exemplo irá recair “numa empresa que recicla garrafas de plástico e as usa para construir jardins”, adiantou Maria João Cardoso, convicta de que “são exemplos de empreendedorismo conducente a uma economia de carbono zero e que criam postos de trabalho, tão necessários na região”.Para além do BioMomento, a Casa do Ambiente (um espaço sustentável certificado pela Agência Portuguesa de Ambiente) recebe todas as sextas-feiras o “Cabaz prove”, uma iniciativa vocacionada para-a divulgação dos produtos locais.Já a primeira quarta-feira de cada mês será dedicada à construção sustentável, área em que, segundo Maria João Cardoso, “o município está na liderança com vários edifícios públicos certificados e incentivos para os promotores construírem sustentavelmente“.O programa apoiado pela vereadora da Protecção Ambiental, Teresa Azóia, tem por base o princípio de que “os municípios como autoridades locais devem assumir o seu papel privilegiado de actores para a sustentabilidade”, sendo a cooperação “a única forma de potenciar as sinergias e criar estímulos para um crescimento sustentável e inteligente”.Para a Câmara de Santarém, “é na capacidade de definir estratégias e políticas tendentes a uma economia verde e à alteração de comportamentos dos consumidores para escolhas ecológicas que os municípios se diferenciam e criam as condições favoráveis para o crescimento sustentável”.O programa de sensibilização ambiental, através do qual o município de Santarém pretende “responder a novos desafios no contexto da Estratégia Europa 2020”, vai contar com outras iniciativas que a autarquia irá divulgar ao longo de todo o ano.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo