Economia | 13-11-2013 14:53

Escola Profissional de Rio Maior cria “Porta Amiga” para jovem deficiente

Escola Profissional de Rio Maior cria “Porta Amiga” para jovem deficiente

Projecto desenvolvido integralmente na escola foi apresentado em directo na SIC

A Escola Profissional de Rio Maior incentiva e apoia projectos que permitem que os seus alunos apliquem, em contexto real, os conhecimentos e competências adquiridos e que através deles possam desenvolver capacidades de inovação e de iniciativa. Quando, cumulativamente, esses projectos estimulam valores como a solidariedade, a entreajuda, o espírito de grupo e o trabalho em equipa a satisfação é maior porque se está perante exemplos de formação integral do indivíduo. Foi isso que aconteceu recentemente com o caso “Vânia Carvalho”.A história começou há dez meses quando o formador José Oliveira tomou conhecimento através do programa televisivo da SIC “Querida Júlia” de uma jovem, agora com 28 anos, que padece de uma doença degenerativa, que lhe provocou a paralisia progressiva das mãos, o que a tornou totalmente dependente de terceiros em tarefas tão diversas como a alimentação, a higiene pessoal, vestir-se e a entrada ou saída de casa.Ávido de novos desafios, discutiu com o Director Pedagógico da EPRM a possibilidade da apresentação, em nome da Escola, uma proposta de solução que permitisse à Vânia entrar e sair de casa de forma autónoma. Depois do aval do director, José Oliveira, especialista em Mecânica, mobilizou para o projecto Cristóvão Oliveira, formador entendido em Electrónica e dotado de um grande espírito inventivo. Ambos engendraram uma solução que apresentaram à equipa de produção do programa televisivo.Algumas semanas depois, foi com um misto de surpresa, entusiasmo e responsabilidade que receberam a comunicação de que, entre muitas outras propostas, a da EPRM fora a escolhida para conceber e desenvolver a solução para dar a independência à Vânia. Terá pesado, sobremaneira, o facto de se tratar de uma proposta proveniente de uma Escola Profissional, envolvendo formadores e alunos dos cursos profissionais de Técnico de Manutenção Industrial / Electromecânica e Técnico de Electrónica, Automação e Instrumentação.O protótipo idealizado foi integralmente desenvolvido nas oficinas de Mecânica e de Electricidade da Escola. Não foi um trabalho fácil e a equipa viveu alguns desaires mas as dificuldades foram encaradas como desafios, tendo conseguido atingir o objectivo pretendido. Para satisfação de todos, no dia 23 de Outubro, em directo no programa televisivo da SIC, “Querida Júlia”, a Vânia experimentou, radiante, a solução que a EPRM lhe proporcionou.Os formadores José Oliveira e Cristóvão Oliveira estão de parabéns e para a Escola, os ganhos são incomensuráveis, pela dinâmica que criam e pelo reforço da motivação, da autoconfiança e da auto-estima que provocam em toda a comunidade escolar.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo