Economia | 09-01-2019 15:00

Pagamentos em atraso caíram para 1.172 milhões de euros até Novembro

São menos 184 milhões de euros face ao período homólogo.

Os pagamentos em atraso das entidades públicas totalizaram 1.172 milhões de euros até Novembro último, menos 184 milhões de euros face ao período homólogo e mais 52 milhões de euros relativamente ao final de Outubro, revelou a Direcção-Geral do Orçamento (DGO).

“No final de Novembro, os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 1.172 milhões de euros, representando uma diminuição de 184 milhões de euros relativamente ao período homólogo e um aumento de 52 milhões de euros face ao final do mês anterior”, lê-se na síntese de execução orçamental divulgada pela DGO na passada semana.

De acordo com o documento, para a evolução homóloga contribuíram, sobretudo, os Hospitais EPE (Entidade Pública Empresarial) com uma diminuição de 200 milhões de euros.
No sentido inverso, registou-se um aumento na Administração Regional (13 milhões de euros) e na Administração Central (10 milhões de euros). Por sua vez, face a Outubro, o aumento registado deve-se quase na sua totalidade aos Hospitais EPE (51 milhões de euros).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Médio Tejo