Educação | 23-05-2009 23:34

Jovens estudantes empreendedores e com vocação para o negócio em Abrantes

Promover a consciencialização empresarial e fomentar o empreendedorismo junto dos jovens estudantes foi o objectivo do EMPRE - I Feira Empresários na Escola, que decorreu este sábado em Abrantes. Com a participação de 100 alunos oriundos de quatro turmas do 8.º ano de escolaridade das Escolas Secundárias Solano de Abreu e D. Miguel de Almeida, ao longo do dia foram comercializados os produtos regionais que os jovens seleccionaram este ano lectivo para o seu catálogo de vendas, em negócios efectuados on-line com escolas da Andaluzia, Espanha.Eduardo Costa, coordenador do projecto EMPRE, disse à agência Lusa que os alunos “criaram várias empresas em meio escolar”, como a ExprESSA, a ESSA Creation, a ESSA Geração Juvenil e a CoopTagus, e que “desenvolveram processos de relações internacionais com a compra e venda de produtos com alunos espanhóis, através de uma loja on-line”.Segundo disse, “o grande objectivo” do projecto EMPRE, promovido pelo Tagusvalley em parceria com o Politécnico de Tomar, “é impulsionar o público jovem a desenvolver capacidades empreendedoras através da criação e gestão de uma empresa na escola. Com o desenvolvimento deste projecto, os estudantes foram confrontados com a realidade empresarial, levando-os a tomar decisões no sector dos negócios”.Eduardo Costa afirmou que “os produtos regionais produzidos em Abrantes foram os selecionados para o catálogo comercial”, e que “os mais vendidos para Espanha foram o mel, os queijos, os enchidos e também alguns doces tradicionais, os que podiam ser enviados por correio”. “Aos jovens alunos e empresários espanhóis da região da Andaluzia, com quem partilhámos comercialmente o projecto, os nossos empreendedores compraram essencialmente café e cidra mas também queijos e feijão”, acrescentou.“Ao longo destes últimos meses, esta centena de jovens teve de ser arrojada e de tomar atitudes e decisões, o que se insere no plano de formação pessoal a nível de competências que o EMPRE pretende desenvolver. Auto-confiança, planeamento, criação de objectivos e metas, a capacidade comunicativa e o trabalho em equipa, entre outras”, realçou.Maria do Céu Albuquerque, presidente do TagusValley, disse à agência Lusa que “este projecto inovador visa consciencializar os jovens para as verdadeiras necessidades de uma empresa e para as dificuldades que estas enfrentam, estimulando o desenvolvimento das competências necessárias à concretização das suas ideias, de forma que num futuro próximo este jovens revelem atitudes mais empreendedoras”. “O espírito empreendedor não surge do nada, ou quando uma pessoa quer. Existem, sim, características intrínsecas no indivíduo que podem ser desenvolvidas e trabalhadas”, afirmou.Maria do Céu Albuquerque referiu que, para o próximo ano escolar, “já existem contactos entre a TagusValley, o IPT e algumas escolas para que este projecto possa ter seguimento, com o objectivo de alargar e fazer chegar este desafio a mais jovens”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo