Educação | 11-06-2018 14:22

Nunca é tarde para estudar e aprender

Nunca é tarde para estudar e aprender
Diplomas do Centro Qualifica foram entregues a 29 de Maio

A formação ao longo da vida é uma necessidade cada vez mais premente num mundo em constante mudança e evolução tecnológica. Essa foi a principal mensagem deixada na cerimónia de entrega de diplomas do Centro Qualifica Templários, em Tomar.

Cristina Nunes, 45 anos, chefe de pessoal assistente operacional na Escola Jácome Ratton de Tomar, foi um dos 66 formandos adultos que recebeu o diploma do Centro Qualifica - Agrupamento de Escolas Templários, na cerimónia que decorreu no dia 29 de Maio, na Escola Jácome Ratton, em Tomar. Cristina fez formação modular em Inglês. “Esta formação ajudou-me a adquirir competências em Inglês que me vão permitir melhor comunicação com os alunos estrangeiros que frequentam a escola e também nas minhas relações profissionais, além de me dar muita satisfação pessoal”, contou.
A formanda pretende continuar a estudar para se valorizar e aconselha todos os jovens a dedicarem-se à sua formação para terem melhores oportunidades de emprego. “Quando não é possível continuar os estudos quando se é jovem não devemos desistir. Nunca é tarde para continuar”, acrescentou.
No mesmos sentido pronunciou-se o presidente do Politécnico de Tomar. Eugénio Pina de Almeida destacou que a inovação e a evolução científica e tecnológica exigem formação adequada para problemas que ainda nem estão identificados. “Esta evolução vai-nos obrigar a trabalhar com tecnologias que ainda nem sequer estão inventadas e em empresas que hoje ainda não existem. E estamos a falar de um futuro a 10 ou 15 anos. A única forma de responder a estes desafios é a aprendizagem ao longo da vida”, sublinhou.
Paulo Macedo, director do Agrupamento de Escolas Templários, agradeceu o “excelente trabalho” da equipa técnica do Centro Qualifica e sublinhou a necessidade de se fazerem parcerias com a sociedade civil, para criar oportunidades para muitos jovens adultos completarem o seu grau de ensino. “Este é um momento de enorme alegria para os formandos e suas famílias. É um momento em que se faz história, história privada”, destacou.

“Não é fácil conciliar a vida profissional e familiar com um banco de escola”
Angelina Macedo, coordenadora do Centro Qualifica Templários, congratulou-se com o empenho dos formandos, que marca o final de um processo trabalhoso mas que deu frutos. Muitos jovens adultos concluíram o 9º ano, outros o 12º ano, e vários fizeram formações modulares certificadas. “Agora esperamos que todos continuem a apostar na sua formação, estamos cá para ajudar”, disse.
A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas (PS), felicitou os formandos por terem vencido essa etapa. “Muitos de vós tiveram que abandonar os estudos, por vicissitudes da vida, mas agora tiveram a vontade de retomar o mesmo, o que é de louvar porque não é fácil conciliar a vida profissional e familiar com um banco de escola”, sublinhou.
O secretário de Estado da Educação, João Costa, afirmou que a qualificação dos jovens ou dos adultos não é apenas um problema das escolas ou do Governo. “Um município com uma população mais qualificada é um município onde as empresas se conseguem desenvolver mais”, explicou. E sublinhou que a aprendizagem deve ser ao longo da vida. “Vivemos num mundo em que quem trabalha vai ter sempre que estar a estudar e quem estuda vai ter que trabalhar. Eu todos os dias estudo e no dia em que deixar de estudar vou deixar de ser um bom profissional”, disse.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo