Empresa da Semana | 27-11-2013 17:55

A medicina dentária é uma arte e deve ser feita com paixão

A medicina dentária é uma arte e deve ser feita com paixão. A opinião é de Pedro Santos Mota, 33 anos, responsável pela clínica médica e dentária Candeias, em Vila Franca de Xira. “Apesar de sermos considerados médicos somos mais que isso. Somos também artistas. É mais fácil fazer um bom trabalho quando temos paixão”, explica. Pedro é cirurgião dentista e responsável pela clínica, que emprega quatro profissionais e aposta na qualidade do atendimento e na garantia de satisfação do cliente. “O nosso cuidado prioritário é com o paciente. Há um acompanhamento desde o momento em que a pessoa entra na clínica. Ir ao dentista hoje não é como antigamente. Esta foi uma área que teve uma evolução exponencial e fazemos tratamentos que eram impensáveis há alguns anos”, explica.A clínica Candeias foi fundada em 1996 e quando o proprietário decidiu emigrar Pedro tomou conta do negócio, já lá vai uma década. “Temos apostado em inovações e tratamentos de ponta que evitam que os clientes aqui da zona não tenham que se deslocar a Lisboa. Temos aqui os melhores tratamentos com um menor custo”, garante. A clínica presta serviço nas especialidades de cirurgia, implantologia e ortodontia. “As pessoas tendem a pensar que o médico dentista é um faz tudo e não é isso que acontece. Para desempenhar bem qualquer área temos de trabalhar em equipa. O que nos diferencia face às restantes clínicas é o facto de trabalharmos em equipa com laboratórios e com outros médicos, por exemplo, do serviço de estomatologia do hospital de Santa Maria. Isso permite um acompanhamento constante do paciente”, refere.Pedro Mota diz que a medicina é uma área cara mas recusa a ideia de que ir ao dentista sai caro. “A maioria das vezes sai caro porque as pessoas só vão ao dentista em último recurso. Nessa altura os tratamentos são muito invasivos e tornam-se caros, nomeadamente se há muitos dentes para tratar”, lamenta. Uma boca cuidada é também importante para a auto-estima. “Não há uma pessoa com um sorriso igual ao de outra mas sorrir faz bem e poder sorrir à vontade é essencial. Em alturas como a que estamos a viver, com as pessoas um pouco deprimidas, um sorriso faz uma grande diferença. Ajuda as pessoas a sentirem-se melhor com elas próprias”, nota. Dedicação, qualidade e garantia são outras das imagens de marca da clínica, que tem acordos com as principais seguradoras. Pedro Mota alerta para casos em que os clientes estão a pagar gato por lebre. “Conheço casos em que se colocam na boca dos pacientes materiais que são cobrados como sendo de referência e não são. A medicina não é uma área meramente financeira, é um serviço de saúde mas há muita gente que se esquece disso. Que se esquece que estamos aqui para servir e não para conseguir obter o máximo lucro mesmo quando isso implica enganar as pessoas”, critica. A clínica está aberta todos os dias da semana e ao sábado entre as 09h00 e as 20h00, encerrando ao domingo para descanso. O contacto é o 263 271 845.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo