Política | 15-03-2006 10:04

Autarcas disputam distrital de Santarém do PS

A sucessão de Paulo Fonseca na liderança da Federação Distrital de Santarém do Partido Socialista vai ser disputada por dois autarcas do Médio Tejo. Nelson Carvalho, presidente da Câmara de Abrantes, apresentou oficialmente a sua candidatura na tarde de sexta-feira na sede distrital do PS, em Santarém. António Rodrigues, presidente da Câmara de Torres Novas, não quis perder tempo e na manhã de segunda-feira fez o mesmo.Em confronto vão estar dois destacados autarcas do PS e habituais ganhadores de eleições quer autárquicas quer partidárias, a nível local. Mas na luta vão estar também dois homens e duas formas de fazer política muito diferentes. Nelson Carvalho, licenciado em Filosofia, professor, é por natureza um homem reservado, avesso a exuberâncias, muito em conformidade com as suas raízes beirãs. António Rodrigues é quase o oposto. Ganhou notoriedade na comunidade muito por via da sua colaboração na rádio local da cidade e pela sua ligação como dirigente ao Clube Desportivo de Torres Novas. É um homem de estilo mais populista, que só se ligou ao partido já com alguns anos de autarca.Nelson Carvalho é um estratega. António Rodrigues guia-se pela intuição e pelo faro político. O autarca de Abrantes tem do seu lado a maior parte dos deputados eleitos pelo distrito – Nelson Baltazar, Fernanda Asseiceira, Nuno Antão e Sónia Sanfona estiveram na sua apresentação. E Paulo Caldas, o presidente da Câmara do Cartaxo que chegou a ser apontado como possível candidato, deverá ser o seu número dois. Um nome de peso para conquistar votos na Lezíria do Tejo, onde Nelson Carvalho conta também com o apoio de figuras como Armindo Bento, presidente da Assembleia Municipal de Almeirim.A norte está garantido o apoio das concelhias de Abrantes e Constância e de nomes como o de António Alexandre, ex-vereador da Câmara de Tomar, com quem trocou efusivos cumprimentos na apresentação.Já António Rodrigues tem do seu lado as lideranças de concelhias importantes como as de Santarém, Tomar, Entroncamento e Torres Novas (que o próprio lidera). O actual presidente em exercício da distrital, Fernando Pratas, esteve na apresentação da sua candidatura. Militantes ou dirigentes como Manuel Afonso e Sandra Vitorino (Santarém), Hugo Cristóvão e Luís Ferreira (Tomar), João Lérias e Fernanda Maurício (Entroncamento), o deputado António Gameiro (Ourém) ou Pedro Ferreira e Mário Mota (Torres Novas) marcaram também presença.A eleição directa do presidente da federação decorre a 21 e 22 de Abril, dias em que serão eleitos também os delegados ao congresso marcado para 6 de Maio – ainda se encontra por definir a localização. Têm a palavra os 2.500 socialistas com direito a voto.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo