Política | 25-02-2008 10:41

Autarca de Abrantes contra barragem por causa de impactos no concelho

O presidente da Câmara de Abrantes vai transmitir esta segunda-feira ao Governo as “razões” da posição negativa sobre a construção de uma barragem a jusante do concelho, para que o Governo tome uma decisão “com um máximo de informação”.Nelson Carvalho (PS) pediu uma audiência ao ministro do Ambiente, Nunes Correia, para lhe explicar o porquê das tomadas de posição dos órgãos autárquicos e das populações (numa sessão pública), tendo em conta que, a ser construída à cota 31, na localização alternativa à inicialmente apontada, a Barragem de Almourol terá impactos significativos no concelho.A barragem de Almourol, uma das 10 do Plano Nacional de Barragens com Elevado Potencial Hidroeléctrico, foi inicialmente projectada para a zona de Praia do Ribatejo, a jusante de Constância, mas o facto de obrigar literalmente ao emparedamento desta vila, levou a que fosse considerada uma segunda opção, a montante, junto à Fatacinha, ainda no concelho de Constância mas com impactos no vizinho concelho de Abrantes.Este município mandou realizar um parecer técnico sobre os impactos sócio-económicos da barragem e admite rever a sua posição negativa caso o Governo garanta a manutenção da segurança e qualidade de vida das populações que sejam afectadas e realize um conjunto de investimentos que reponha acessibilidades e infra-estruturas, como o Aquapolis.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo