Política | 28-04-2008 12:33

SMAS de Vila Franca de Xira comprou menos água

A redução das perdas de água entre os reservatórios e os contadores permitiu aos Serviços Municipalizados de Águas e Saneamento (SMAS) de Vila Franca de Xira melhorar a eficácia da exploração em 4,3 por cento. Segundo o relatório aprovado pela câmara e assembleia municipais, sem reparos da oposição, o SMAS comprou à EPAL, em 2007, menos 658.745 m3 de água que no ano anterior e facturou aos consumidores mais 66.393 m3.Segundo Francisco Vale Antunes, presidente do conselho de administração dos SMAS e vereador da câmara municipal, as perdas de água eram superiores a 41 por cento em 1997 e situam-se agora em 18,1 por cento. “Situa-se ao nível do melhor do país e é comparável aos países mais desenvolvidos da Europa”, disse. O administrador considera que os resultados obtidos são fruto do trabalho do gabinete de gestão de perdas que realizou obras no sentido de reduzir a quantidade de água que é paga à EPAL e não é facturada.Na análise das contas do exercício de 2007, Vale Antunes enumerou um conjunto de obras realizadas na substituição das redes de águas e esgotos. A construção das redes separativas-que separam os esgotos domésticos dos pluviais-na maioria das freguesias do concelho, consumiu uma boa parte do investimento dos SMAS em 2007. O serviço municipal tem mais de 68 mil clientes e emprega 209 pessoas em regime efectivo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo