Política | 21-05-2009 10:58

Francisco Louçã apresentou candidato do BE em Abrantes

Francisco Louçã afirmou ontem em Abrantes que os três actos eleitorais que se aproximam (europeias, legislativas e autárquicas) “significam um fim de ciclo e marcam um tempo de acerto de contas com a rotatividade do Bloco Central no Governo”.O deputado do Bloco de Esquerda (BE) apresentou o candidato em Abrantes, Manuel António Lopes, delegado sindical, que esteve ligado à fundação do BE. O candidato referiu que os objectivos políticos definidos pela estrutura concelhia “apontam para o alcançar, pela primeira vez, representação na Câmara Municipal, elegendo vereadores, aumentando o número de eleitos na Assembleia e reforçando os eleitos nas freguesias”.Francisco Louçã afirmou “existir um nervosismo imenso instalado num Governo que sabe que um fim de ciclo se aproxima” tendo apelado a um “combate à abstenção nas eleições que se avizinham”.Francisco Louçã disse que a abstenção “só interessa a um poder instituído que é hostil aos cidadãos”, afirmando ser “importante não deixar que os outros tomem as decisões por nós, não votem por nós”.Segundo disse, ”é necessária reforçar a transparência em Portugal”, tendo afirmado que “a falta de lealdade parlamentar do PS ajudou a dar um passo atrás do ponto de vista do combate aos crimes económicos e sociais”.O PS “chumbou” na especialidade dois diplomas do BE tendo o dirigente deste último partido desafiado os deputados socialistas a votarem sexta-feira favoravelmente os dois documentos que visam limitar os salários dos gestores de empresas apoiadas pelo Estado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo