Política | 29-09-2010 00:20

Câmara de Abrantes adere ao “Simplex Autárquico”

“Simplificar para ganhar tempo e estar ao lado do cidadão” é o objectivo da Câmara Municipal de Abrantes que assinou na segunda-feira, 27 de Setembro, o protocolo de Adesão ao Programa “Simplex Autárquico”. A cerimónia foi presidida pela Secretária de Estado da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, que ficou agradada pelo conjunto de práticas de modernização administrativa que já se encontram em marcha no município de Abrantes, cidade que nunca tinha visitado, mostrando-se impressionada com a beleza do centro histórico da cidade. “O município de Abrantes tem vindo a ser pioneiro num conjunto de práticas de aproximação ao munícipe”, sublinhou a presidente da câmara municipal, Maria do Céu Albuquerque (PS) destacando que se numa primeira fase se apostou numa situação de “proximidade física” com o munícipe mas com o “Simplex Autárquico” a realidade passa a ser outra. “Constituímos um balcão unificado, um serviço de atendimento de apoio ao munícipe, criámos a figura do provedor municipal mas hoje o paradigma é outro. Estamos numa Era em que as relações podem ser feitas à distância, mais simples, eficazes e com menos recursos também”, considera a autarca. Maria do Céu Albuquerque pediu ainda aos colabores da autarquia que se empenhem na missão de simplificar os vários serviços que prestam. “Peço que confiem e se entregue a este procedimento e que levem os nossos colabores todos a estarem com a mesma motivação com este fim último que é de servir bem”, sintetizou. A Secretária de Estado da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, mostrou-se impressionada com as palavras. “O que é que estou a fazer aqui em Abrantes, numa câmara e com uma dinâmica Simplex e com resultados já comprovados?”, disse a governante que considera que este esforço de modernização de serviços tem que ser constante até porque “o que é novo hoje será velho amanhã senão cuidarmos para que seja melhor”, sustentou. Maria Marques referiu que o Programa Simplex Autárquico começou com nove municípios voluntários, no ano seguinte tinha 60 e este ano ultrapassará a centena. “Esta obra é uma obra que não se vê mas é cada vez mais importante para as pessoas, negócios e empresas”, aludiu referindo que os cidadãos esperam, cada vez mais, ser menos incomodados com burocracia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo