Política | 28-12-2011 16:12

Carrão acusa opositores de boicote deliberado à gestão da câmara de Tomar

O Presidente da câmara municipal de Tomar, Carlos Carrão (PSD), emitiu ao princípio da tarde de hoje um comunicado em que acusa a oposição (vereadores do PS e Independentes por Tomar) de colocarem os interesses partidários à frente dos interesses do concelho. A posição pública surge na sequência da reunião realizada de manhã, em que voltou a ser chumbado o orçamento para o próximo ano, bem como As Grandes Opções do Plano.O autarca apela ao diálogo entre todas as forças políticas lembrando que as dificuldades que estão a ser colocadas à gestão, podem colocar em risco o pagamento de salários aos funcionários e impedem que o município honre os seus compromissos. "Os cidadãos de Tomar exigem dos seus representantes locais que sejam capazes de estar à altura deste desafio geracional e que contribuam para a resolução dos problemas concretos. Se a oposição considera que o caminho é a instabilidade política e a degradação da confiança das gentes de Tomar nos seus representantes, então a oposição que assuma as suas responsabilidades", pode ler-se.Na reunião da Assembleia Municipal realizada ontem à tarde os partidos da oposição (PS, IpT, CDU e BE), reprovaram, pela segunda vez, a 1ª Revisão Orçamental Revisão Orçamental que, entre outras coisas, visava incluir nas contas do Município a dívida à ParqT (6,475 milhões de Euros), resultante de uma decisão do Tribunal Arbitral. Durante a mesma, Hugo Cristóvão do PS, disse que a solução para a actual situação política deveria passar por eleições antecipadas, o que leva Carlos Carrão a falar de falta de patriotismo. Recentemente o PSD rompeu o acordo para a gestão da câmara que mantinha com o PS desde o início do mandato tendo retirados todos os pelouros aos vereadores daquele partido. O presidente eleito, Corvêlo de Sousa pediu a suspensão do mandato por 60 dias devido a doença, passando a presidência a ser exercida por Carlos Carrão, tendo o vereador que entrou, José Perfeito, sido nomeado vice-presidente. Rosário Simões é o terceiro elemento social-democrata no executivo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo