Política | 21-03-2012 08:22

Município de Coruche repudia proposta de lei da reorganização administrativa

A Câmara Municipal de Coruche repudiou “liminarmente” a proposta de lei para a reorganização administrativa territorial autárquica, considerando-a “inaplicável” num dos maiores concelhos do país (com mais de 1.114 quilómetros quadrados).O executivo camarário lembra ainda que este é um concelho rural e do interior, com uma população envelhecida e com povoamento disperso, dispondo de 19.994 habitantes, divididos pelas “extensas freguesias do concelho”.Sublinhando que na proposta inicial do Governo Coruche não perdia nenhuma das suas oito freguesias, porque todas cumpriam a exigência demográfica e/ou a distância à sede do concelho, a autarquia não entende o critério que agora obriga à eliminação de duas freguesias.“Não faz o mínimo sentido que o critério que agrega freguesias seja a mera divisão percentual do número das freguesias que existem nos concelhos do mesmo nível. Nesta matéria a igualdade de critério sem qualquer visão caso a caso criará enormes desigualdades e assimetrias, o que fará com que o interior se despovoe ainda mais”, afirma em comunicado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo