Política | 28-10-2013 14:37

Coligação PSD/CDS de Ourém acusa vereador independente de prestar vassalagem ao PS

A coligação Ourém Sempre (PSD/CDS) acusa o vereador independente do MOVE (Movimento Ourém Vivo e Empreendedor), Vítor Frazão - que foi presidente do município e candidato à presidência pelo PSD em 2009 -, de prestar vassalagem ao Partido Socialista, que gere a câmara. Em causa está a eleição para a presidência da Assembleia Municipal de Ourém onde a lista socialista venceu por apenas um voto de diferença, depois da lista do PSD/CDS, liderada por João Moura, ter sido a mais votada nas eleições de 29 de Setembro com mais de 1400 votos de diferença. As posição da coligação foi expressa em conferência de imprensa realizada na semana passada.A coligação refere que a reeleição da presidente Deolinda Simões contou com a "colaboração" do Move e de Vítor Frazão, que assim "demonstrou a cidadania e a independência que tanto apregoou durante a recente campanha eleitoral"."Este não foi um grande momento do MOVE que cedo começa a evidenciar todas as suas fragilidades e incongruências pois, mais uma vez, colaborou com os objectivos dos socialistas", referem os elementos da coligação liderada por Luís Albuquerque acrescentando que quem perdeu "credibilidade" foi a assembleia municipal que "desrespeitou o veredicto das eleições ficando a sua presidente [Deolinda Simões] bastante fragilizada do ponto de vista institucional e político".* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo