Política | 29-03-2016 15:06

Apoios às Festas de Nossa Senhora do Castelo não geram consenso na Câmara de Coruche

Vereadores da oposição criticaram escassez de informação apresentada à câmara pela comissão de festas

A decisão de pagar já metade do apoio de 80 mil euros à comissão que organiza as Festas em Honra de Nossa Senhora do Castelo não gerou consenso na última reunião do executivo, com os vereadores do PSD e da CDU a absterem-se. O apoio acabou por ser apenas aprovado pela maioria socialista, tendo a vereadora do PSD, Liliana Santos Pinto, a criticar a escassez de informação apresentada à câmara pela comissão em relação às actividades que esta pretende desenvolver.Segundo a autarca do PSD "a Comissão não explica a que se propões nas festas, nem discrimina o que irá fazer". Liliana Santos Pinto referiu ainda que da folha A4 entregue à câmara refere apenas num parágrafo que se pretende contratar artistas musicais e fazer o fogo de artificio. O vereador da CDU, José Marcelino, questionou o facto de aparecer nas contas das festas dívidas à comissão relativos a publicidade e terrados, não tendo obtido resposta. A vereadora socialista Célia Ramalho não falou sobre o assunto nem votou por fazer parte da comissão. O presidente do município, Francisco Oliveira, justificou que sabe como é tentar fazer o melhor evento sem ter meios, acreditando na boa-fé da comissão de festas. Os 40 mil euros que a câmara vai transferir vão servir para pagar a contratação de artistas, os fogos-de-artifício, som, iluminação, entre outras iniciativas desta tradição religiosa que decorre em Agosto e que este ano assinala os 500 anos de existência.Outros apoios para instituiçõesAlém do apoio à comissão de festas, a câmara aprovou ainda atribuir subsídios a outras entidades do concelho. Para a cantina social vão ser transferidos cinco mil euros e à Associação das Obras Assistenciais de S. Vicente de Paulo vão ser dados 1.140 para remodelação da dispensa. A Associação de Solidariedade Social da Fajarda vai receber uma apoio de 1205 euros para a aquisição de cadeiras de rodas, andarilhos e cadeiras de apoios e 750 euros para o funcionamento da sua cantina social.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo