Política | 09-01-2017 00:04

Não vão haver variantes em Vila Franca de Xira e Alverca

Presidente do município diz que não vale a pena “ter ilusões”

Não vale a pena ter ilusões sobre o assunto: as tão faladas variantes de Vila Franca de Xira e Alverca não vão sair do papel por serem caras e potencialmente ineficazes para resolver os problemas de trânsito da congestionada Estrada Nacional 10. A nota foi deixada pelo presidente do município vilafranquense, Alberto Mesquita (PS), numa das últimas reuniões de câmara.

Não apenas isso como as obras de construção das duas vias teriam fortes impactos na zona e seriam de elevada complexidade técnica, por se tratar de intervenções em terrenos potencialmente alagáveis, como o caso da Nova Vila Franca.

Diz o autarca que só para a construção das duas variantes teriam de ser alocados mais de 20 milhões de euros dos cofres da câmara, valor elevado que na actual conjuntura não pode ser gasto nesses equipamentos. “É uma questão de prioridades e neste momento existem outras. Não vale a pena ter ilusões sobre este assunto, no nosso entender chegou o momento do Governo verificar, de uma vez por todas, porque motivo não se procede à abolição das portagens na Auto-Estrada do Norte (A1) para que esta seja usada como alternativa. Abolir as portagens era a solução adequada”, frisa o autarca.

* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...
    Na quermesse das festas de Ulme
    Foto do Dia
    Durante os dias das festas de Ulme, um dos grupos que nunca parou foi o da quermesse. Entre canecas, pratos, chávenas de café, copos e panos de cozinha, tudo podia sair nas rifas vendidas no espaço assegurado por 12 jovens voluntários que ajudaram noite e dia para um objectivo comum: angariar fundos para a construção da sede da Sociedade Recreativa Ulmense.
    Foto do Dia | 25-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo