Política | 07-01-2018 11:35

Ciclovia no Entroncamento parou porque terrenos ainda não eram da câmara

Jaime Ramos e José Baptista, criticaram o facto de os trabalhos terem avançado sem ter sido assegurada a posse dos terrenos.

As obras de construção da ciclovia da freguesia de S. João Batista, no Entroncamento, foram parcialmente suspensas, devido a alguns trabalhos decorrerem em terrenos que ainda não são propriedade do município. A homologação do despacho de suspensão dos trabalhos aconteceu na reunião do executivo municipal de 4 de Dezembro. Votaram a favor os eleitos do PS, partido que tem maioria absoluta, o vereador do BE absteve-se e os dois eleitos do PSD votaram contra. Os trabalhos estão a ser feitos pela Visabeira.


Na declaração de voto que apresentaram na altura, os vereadores social-democratas, Jaime Ramos e José Baptista, criticaram o facto de os trabalhos terem avançado sem ter sido assegurada a posse dos terrenos necessários e lembraram que o presidente da câmara tinha dado uma informação falsa sobre o assunto.


“A documentação remetida para análise demonstra claramente que, contrariamente ao que foi dito nesta câmara pelo presidente sobre a propriedade pública dos terrenos, a obra em execução não foi realizada de acordo com o auto de consignação, uma vez que se detectou a impossibilidade de acesso a alguns terrenos, nomeadamente nas zonas 1, 2 e 4, não sendo o erro imputável ao empreiteiro, tal como suspeitávamos.(...)”, declararam.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1333
    11-01-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1333
    11-01-2018
    Capa Médio Tejo