Política | 30-06-2018 13:40

Assembleia Municipal de Santarém aprova crematório junto ao cemitério

Assembleia Municipal de Santarém aprova crematório junto ao cemitério

Eleitos deram luz verde à abertura do concurso público internacional para a concepção, construção e concessão da exploração desse equipamento. Resta saber se há empresas interessadas.

A Assembleia Municipal de Santarém deu luz verde à abertura do concurso público internacional para a concepção, construção e concessão da exploração de um crematório no cemitério da cidade. A proposta contou com 25 votos a favor, na sua maioria da bancada do PSD, e 13 votos contra da oposição, tendo ainda havido cinco abstenções.

Segundo a proposta, a Câmara de Santarém tem de ceder por 30 anos uma parcela de terreno com 380 metros quadrados junto ao cemitério para ser construído o equipamento, caso haja empresas interessadas em construir e explorar o crematório. O vereador responsável pela gestão cemiterial, Jorge Rodrigues (PSD), já tinha referido na reunião de câmara onde a proposta foi aprovada que o crematório vai aumentar a vida útil do cemitério em pelo menos mais 20 anos e também permitir dar uma resposta alternativa e mais barata aos munícipes, nomeadamente no que toca ao encaminhamento das ossadas exumadas.

A oposição contesta a localização do crematório junto ao cemitério dos Capuchos e defende que esse equipamento deve ser construído no âmbito de um projecto mais alargado englobando um novo cemitério e uma capela mortuária noutra zona da cidade mais bem servida de acessos.

Foram também reiteradas as reservas quanto ao impacto que a construção poderia ter na estabilidade da encosta próxima, como aliás referiu o ex-vereador da CDU José Marcelino no período destinado ao público.

Recorde-se que a proposta para lançamento do concurso para construção do crematório foi chumbada por duas vezes em reunião de câmara no anterior mandato, quando PS e CDU juntos tinham mais votos (5) do que o PSD (4), que geria o município. O arrastar do processo em Santarém levou Almeirim a avançar para a construção de um crematório, numa parceria entre o município e a junta de freguesia. E o distrito de Santarém, que não tem qualquer crematório, pode ficar com dois separados por 10 quilómetros.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo