Política | 07-09-2018 18:04

Roubos e agressões são uma constante na Carregueira

Autarcas dessa freguesia do concelho da Chamusca denunciam insegurança e querem soluções.

A Assembleia de Freguesia da Carregueira aprovou no dia 4 de Setembro uma moção em que manifesta a sua preocupação com o elevado número de casos de roubo e de agressões físicas e verbais que têm afectado a população da freguesia neste ano de 2018 e que “têm vindo a aumentar todos os dias”.

Os autarcas decidiram solicitar um reunião conjunta com a Câmara Municipal da Chamusca, comandante do Posto Territorial e Comando da GNR de Santarém no sentido de definir uma estratégia de combate à criminalidade e devolver o sentimento de segurança a toda a população, sobretudo aos mais velhos que têm sido vítimas.

Na moção refere-se que as vítimas não apresentam queixa às autoridades com medo de represálias e sublinha-se que a GNR da Chamusca confronta-se com uma evidente falta de meios humanos e materiais para fazer cumprir as suas atribuições num concelho com 746 km2 de área.

“O medo, a insegurança, a impotência, a injúria, a indignação fazem hoje parte do quotidiano daqueles que directamente foram e são vítimas. Todos, familiares e vizinhos sabem que, a continuar esta inoperância, são candidatos a próximas vítimas”, lê-se na moção, onde se revela que a situação vai ser transmitida ao Ministério da Administração Interna e ao Presidente da República.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo