Um homem prático que não se deixa prender por pormenores

Natural de Ferreira de Zêzere, Jacinto Manuel Lopes Cristas Flores, 42 anos, é casado há 17 anos e tem um filho adolescente. É conhecido como Jacinto Lopes. Começou a trabalhar aos 19 anos, como técnico oficial de contas e aos 25 anos, decide tirar a licenciatura em Gestão de Empresas, curso que termina cinco anos depois, como trabalhador estudante. Apesar de dedicar a maior parte do seu tempo à actividade autárquica, quando tem algum tempo livre gosta de fazer “tiro aos pratos” para descomprimir. Adepto das novas tecnologias, faz muitas pesquisas na internet. Outro dos seus passatempos é fazer contas de cabeça.Costuma participar nas iniciativas que a autarquia organiza em colaboração com as juntas de freguesia como foi o caso dos “Caminhos com História”. Fez todas as caminhadas que se realizaram. É uma pessoa simples, comunicativa e com um elevado sentido prático. Perante um problema a sua primeira reacção é a de pensar na melhor solução. Militante do Partido Social-Democrata e actual presidente da concelhia, foi vereador desde 1993, na altura em que a autarquia era dirigida por Luís Ribeiro Pereira também do PSD. Começou aos poucos a participar nas tarefas autárquicas. Só no segundo mandato é que foi vereador a meio tempo. Nos dois mandatos seguintes esteve a tempo inteiro, sendo vice-presidente no último. Candidato pelo PSD, nas últimas eleições autárquicas ganhou com maioria absoluta. “É mais fácil ser presidente do que vice-presidente. Porque no cargo de vice-presidente nem mandamos tudo, nem mandamos nada. Andamos sempre no fio da navalha. O presidente toma as decisões e ponto final, confessou numa entrevista a O MIRANTE publicada a 12 de Agosto de 2010. É pragmático e não se prende com pormenores quando a prioridade são as pessoas. Por este motivo a autarquia decidiu pagar as refeições e os livros a todas as crianças do jardim-de-infância e 1.º ciclo, sem olhar a escalões. "Não devemos deixar de dar só porque não apresentam o papel necessário porque têm dificuldades em consegui-lo, defende. Um ano após ter assumido posse, disse publicamente que já cumpriu metade das 97 propostas que apresentou, fruto de um trabalho intenso da equipa que lidera. Orgulha-se dos jardins da vila e defende que a manutenção das quatro rotundas existentes seja da responsabilidade das empresas que aproveitam o espaço para publicitar os seus serviços. Futuramente, vão ser construídas quatro novas rotundas. E foi durante o seu mandato que entrou em funcionamento a obra mais dispendiosa de sempre do concelho de Ferreira do Zêzere, avaliada em cerca de 2 milhões e 570 mil euros: o novo mercado municipal inaugurado a 27 de Novembro com a designação de António Teixeira Antunes, antigo presidente da câmara, já falecido.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo