28º Aniversário | 18-11-2015 11:42

A retirada das Forças Armadas

O país mudou muito nos últimos 28 anos e nas mais diversas vertentes. A reestruturação das Forças Armadas, que envolveu o fim do Serviço Militar Obrigatório, levou a uma redefinição do mapa de quartéis e outras instalações. E Santarém, que chegou a ter duas unidades militares, viu sair a emblemática Escola Prática de Cavalaria (imortalizada pela revolução de 25 de Abril de 1974) para Abrantes, cessando assim a presença das Forças Armadas na cidade. Vila Franca de Xira sofreu do mesmo êxodo, vendo a Marinha zarpar da cidade, deixando para trás um enorme complexo que continua por aproveitar. Alguns anos antes, mas igualmente consequência dessa política de reestruturação e racionalização de meios, a Força Aérea descolou da base de Tancos e o Hospital Militar de Tomar também não resistiu à cura de emagrecimento e foi dado como morto.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo