uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“Tomem Lá Camões” é um livro nascido em Constância pela mão de duas professoras

“Tomem Lá Camões” é um livro nascido em Constância pela mão de duas professoras

Paula Malheiro e Susana Neves deram nova roupagem a texto de peça de teatro e assim nasceu a publicação acolhida pelo Plano Nacional de Leitura
Edição de 09.03.2016 | Sociedade
Começou por ser uma peça de teatro da autoria de Paula Malheiro e Susana Neves, interpretada pelos alunos da Escola Básica e Secundária Luís de Camões de Constância e agora é editada em livro. A apresentação do livro “Tomem Lá Camões” decorreu no dia 3 de Março na antiga cadeia de Constância e contou com a presença de Fernando Pinto do Amaral, Comissário do Plano Nacional de Leitura, e de António Câmara, CEO da YDreams, dois dos impulsionadores da publicação. O desafio, contam as autoras, ambas professoras de Português, surgiu através de um projecto da EDP chamado Partilha com Energia endereçado às escolas, onde os alunos teriam que criar uma tarefa que envolvesse toda a comunidade. Foi assim que Susana Neves se lembrou de criar uma peça de teatro, pois iria permitir maior interacção com a comunidade. Convidou Paula Malheiro a juntar-se e a colaborar na ideia e ambas começaram a escrever a peça. “Tomem Lá Camões” conta a história da passagem de Camões pela vila de Punhete, hoje Constância. Para contar e escrever o texto as autoras basearam-se na lenda já contada recorrendo também à poesia lírica de Camões e aos Lusíadas. “Sempre com a ideia, essa sim ficção nossa, que Camões cá teria arranjado inspiração para escrever os Lusíadas”, refere Paula Malheiro. As ideias foram surgindo todos os dias e a história foi-se construindo. A adesão dos alunos foi fantástica: “Eles sentem a peça e o texto como deles”. O entusiasmo pela peça envolveu também alunos de outras áreas de formação que não participando na dramatização se envolveram na restante produção. Para além do entusiasmo dos alunos o projecto cumpriu o objectivo e envolveu a restante comunidade de Constância. Para além da participação dos alunos, contou e conta também com a participação pontual de outras pessoas da terra, como o senhor Francisco, utente da Santa Casa da Misericórdia, instituição que foi também uma das parceiras do projecto. A peça estreou em Maio e foi representada nas ruas em vários pontos da vila. Até agora já fizeram seis apresentações. A publicação da peça em livro foi possível graças ao importante apoio dado pelo Comissário do Plano Nacional de Leitura, Fernando Pinto Amaral, que em conversa com as autoras as incentivou a apresentar o projecto ao plano nacional. Escrever para teatro foi uma experiência nova para as duas autoras. Para passar do texto inicial para o livro foi preciso fazer algumas adaptações que contaram com a colaboração do encenador Paulo Moura. António Câmara, CEO da YDreams, que escreve o prefácio desta obra, deu outro apoio fundamental. Sendo o patrono da esplanada de leitura da escola, sempre se mostrou disponível a ajudar na realização deste trabalho. As duas autoras referem também o apoio dado também pela Câmara Municipal de Constância, pelo vereador da Educação Daniel Martins, por toda a confiança e ajuda, bem como de outras pessoas e entidades. Para as duas autoras este livro é um motivo de orgulho. Susana Neves diz que “Tomem Lá Camões” é a “prova que há sempre qualquer coisa diferente positiva e criativa que se pode fazer nas escolas”. A primeira edição foi financiada pelo Plano Nacional de Leitura. Para já o livro encontra-se disponível à venda no Posto de Turismo de Constância e no Parque Ambiental de Santa Margarida.
“Tomem Lá Camões” é um livro nascido em Constância pela mão de duas professoras

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...