uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Secretário de Estado do Ambiente garante o fecho das empresas poluidoras

Edição de 05.01.2017 | O MIRANTE dos Leitores

O senhor Secretário de Estado não consegue fechar nenhuma empresa por mais poluidora que seja. Nem acredito que o Governo consiga ou que tenha qualquer intenção de o vir a fazer. Não se fecha uma empresa só porque não cumpre requisitos ambientais. Aliás, esta posição do senhor Secretário de Estado contrasta com o que ele disse da primeira vez que se deslocou a Torres Novas. Nessa altura foi mais prudente e o que disse está mais próximo da realidade. Se bem se lembram ele disse que era quase impossível encerrar uma empresa poluidora.
Uma coisa é a vontade de um cidadão, seja ou não secretário de Estado e outra é a complexidade de um processo de encerramento de uma qualquer empresa. A forma mais fácil de encerrar uma empresa é ela ir à falência ou os donos cessarem a actividade, mas mesmo assim não é fácil pois há que cumprir todas as exigências legais nessa matéria. É por estas e por outras do mesmo género que os políticos continuam afastados dos eleitores. Depois queixam-se!
Gualter

Como as empresas poluidoras são mais de quarenta, segundo o levantamento que fiz e divulguei publicamente, terá de ser encerrado, praticamente, todo o concelho de Torres Novas. E a câmara municipal também não escapa dado ser uma das principais responsáveis na destruição da bacia do Almonda. Essa longa e infeliz lista está na posse do Ministério do Ambiente e na do senhor Secretário de Estado. Como esta ideia que defende nunca foi testada em Portugal duvido que seja concretizada ou até que seja viável. Para já noto que há comportamentos e decisões do Governo diferentes para casos análogos e veja-se o recente decreto de 21/12 que autoriza a Celtejo a poluir até 2025. Este Governo não escapa a estas críticas dado estas posições antagónicas que tem protagonizado, com parcialidades estranhas.
De Mattos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...